Guia de sobrevivência do jornalista freelancer

[via Ponto Media]

São dez conselhos de quem passou “pelo deserto” e está a conseguir sobreviver através do jornalismo freelance. Concordo com nove deles, até porque me revejo nos erros e nas frustações iniciais. Também colaboro com publicações em regime freelancing, mas (feliz ou infelizmente, porque acredito que é um lápis de dois bicos) não o faço a tempo inteiro.

A propósito deste tema, houve, há uns meses, um seminário sobre jornalismo freelance, organizado pela Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa. Podem aceder aqui a algumas conclusões do evento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*