Votar ou não votar no Sócrates por ser “fashionista”

(25/04/2011) Estava eu a beber café numa das minhas pastelarias preferidas da Avenida de Roma quando apanho a conversa (que reproduzo o mais fielmente possível) de dois rapazes já com idade de votar a conjecturar sobre o estilo de José Sócrates…

«Ya, li na Net que o Sócrates vai à loja mais cara de Beverly Hills para se vestir», diz um.

«Isso de caro é muito relativo…», sublinha o outro.

«Epá, acho que uma camisa custa 500 dólares ou assim», responde.

«Oh, estes ténis custaram 500 euros», riposta o outro.

Viro-me um pouco para tentar estabelecer uma correspondência das vozes com as personagens. Não consigo ver os ténis nem sequer as caras deles, porque parecem ter sido engolidas pelos cabelos.

Continuam…

«Até acho que isso é fixe, ao menos faz boa figura lá fora»

«Sim, ele é pintas, é. O gajo tem estilo»

«E é nos momentos de crise que o pessoal tem te ter mais estilo»

«Tem feito muita ****, mas acho que vou votar no tipo»

 

Não querendo tornar estes rapazes numa amostra representativa dos jovens, confesso que ainda não tirei isto da cabeça. Alguém me pode ajudar a dormir melhor hoje? Vamos lá reflectir um pouco sobre os pontos positivos e negativos desta conversa…

1. É POSITIVO os jovens lerem na Net, mas fui à procura do artigo em questão e acabei por perceber que esse boato tem origem num artigo do jornal «i», de 2009, e que foi agora recuperado em época pré-eleitoral sem contextualização, assumindo que isso se passa agora (NEGATIVO).

2. É POSITIVO os jovens terem noção do valor do dinheiro, mas fiquei sem saber se achavam que uns ténis de 500 euros eram, afinal, caros ou não (NEGATIVO).

3. É POSITIVO os jovens entenderem que a diplomacia é importante e que uma boa apresentação faz a diferença, mas será que concluem que ter estilo é vestir roupa “cara” (NEGATIVO)?

4. É POSITIVO os jovens saberem que o país está, de facto, a enfrentar uma crise, mas acabei por não perceber a afirmação “é nos momentos de crise que o pessoal tem de ter mais estilo” (POSITIVO ou NEGATIVO, consoante a interpretação).

5. É POSITIVO os jovens terem vontade de votar, mas Sócrates vai receber o voto daquele jovem por ter estilo, apesar de ter feito muita **** (NEGATIVO)?

 

Crenças pessoais à parte, e apesar de seguir a indústria da moda e das tendências de perto, parece-me que usar o estilo como sustentação de um voto é, no mínimo, uma atitude irreflectida. No entanto, teorias do jornalismo já provaram que não é assim tão invulgar. E as assessorias de imagem também.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*