Tese de doutoramento “A contextualização no ciberjornalismo” disponível para download

(17/01/2012) “O ciberjornalismo atual vive no duplo embaraço de não encontrar um modelo de negócio sólido que o viabilize e, simultaneamente, de ver parte do seu território invadido por novos atores, muitos dos quais desconhecedores e/ou desrespeitadores da função social e das normas éticas da atividade. São os próprios fundamentos do jornalismo que estão a ser postos em causa. E um desses fundamentos é a obrigação de colocar o facto em contexto, tarefa facilitada pelas potencialidades da Internet, mas nem sempre executada. Pretendeu-se com esta tese medir os níveis de contextualização presentes no ciberjornalismo e perceber o que determina os processos de contextualização ciberjornalística. Através da observação de cibermeios, de um inquérito a ciberjornalistas e de entrevistas a investigadores, concluiu-se que o ciberjornalismo está ainda longe de ser plenamente contextualizado e que a reduzida dimensão das redações online é o fator mais determinante nos processos de contextualização.”

A tese de doutoramento de Fernando Zamith, intitulada “A contextualização no ciberjornalismo” e defendida em 14 de Dezembro de 2011, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, está disponível no Repositório Aberto desta instituição.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*