8a7fc0ac86dc9af6e4e9d1138cd729c1

Onde encontrar inspiração para criar?

(03/01/2012) No dia-a-dia, tenho um bloco de notas do qual nunca me separo. As ideias para um artigo podem aparecer em qualquer altura: numa esplanada, em conversa com amigos ou na fila do supermercado. No entanto, tenho de admitir que mais de dois terços da inspiração provêm precisamente de outros artigos publicados quer em meios de comunicação quer em blogues e páginas do Facebook.

O difícil não é encontrar as fontes de inspiração. É saber identificá-las e potenciá-las.

A propósito de ideias, alguns criadores de topo de várias indústrias criativas revelaram ao Guardian quais são as suas fontes de inspiração e como as aproveitam ao máximo.

Imagem: é da autoria de Jack e faz parte de uma série de fotografias que retratam o seu pai.

Já que falamos de terror, “Agosto em Osage” estreia hoje (25) no Teatro D. Maria II

16981bc7-0077-4e0c-80d6-44c5d05d9d54_widecO dramaturgo americano Tracy Letts é o autor da peça “Agosto em Osage”, obra que aborda de uma forma terrífico-realista o tema da família disfuncional e lhe valeu o Prémio Pulitzer em 2008 na categoria de drama. Encenada por Fernanda Lapa, a peça (co-produzida pela Escola de Mulheres ? Oficina de Teatro) está em cena no Teatro D. Maria II, até 02 de Agosto.

Pouco conhecido entre nós, Tracy Letts é, no entanto, uma figura incontornável do género de terror, tanto que William Friedkin, realizador de “O Exorcista” e de “Bug” (este último adaptado da peça deste dramaturgo, premiado no Festival de Cannes, que também criou o guião) já afirmou que “a escrita de Tracy Letts chega à alma dessa paranóia universal” – a do medo e da ameaça constante da sociedade actual.

Tracy Letts é também um actor aclamado no teatro e na televisão.