magazine

Em que formato iremos ler revistas em 2020?

Há cerca de uma década, estas eram algumas das previsões da Microsoft em relação ao futuro das publicações digitais:

  • em 2004, os tablets PC seriam uma ferramenta comum de leitura;
  • em 2006, os e-quiosques de notícias estariam em cada esquina;
  • em 2008, os e-books começariam a gerar um grande volume de negócios na maior parte dos países;
  • em 2010, as empresas iriam oferecer leitores de e-books;
  • em 2020, a definição de “livro” será “escrita no ecrã de um computador”.

Agora,a Exact Editions está a promover aqui um inquérito mundial para descobrir que formatos de revista – de uma lista de 11 – serão os mais populares em 2020.

A minha escolha recaiu sobre dois: “on a e-ink device” e “on a tablet”. No entanto, penso que as revistas impressas (gosto do termo “magbook”)  irão sempre existir, pelo menos aquelas cuja experiência de folhear, sentir a gramagem do papel e coleccionar fisicamente como um livro são uma mais-valia.

designboost3

BoostReview – nova magazine digital

Um bom exemplo de exploração das potencialidades de uma revista digital. Publicada quadrimestralmente pela sueca DesignBoost, a primeira edição da BoostReview focaliza-se na aplicação do design ao dia-a-dia das pessoas – “Design for Life”.

A experiência de leitura que proporciona é agradável e inovadora: está dividida em quatro capítulos, não tem o tradicional efeito page-flip, contém mais de uma dezena de entrevistas e reportagens em vídeo e está optimizada para iPad e iPhone.